O prazo para entrega do IRPF 2021 do ano calendário de 2020 será até o dia 30/04/2021.

Veja quem está obrigado à declarar e também a relação de documentos necessários para a elaboração da Declaração de Ajuste.

Quem está obrigado à declarar:

  • Recebeu rendimentos tributáveis na declaração, cuja soma foi  superior a R$ 28.559,70;
  • Recebeu rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados   exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00;
  • Obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou   direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
  • Optou pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja   destinado à aplicação na aquisição de imóveis residenciais localizados no País, no prazo de 180 (cento e oitenta) dias contados da celebração do   contrato de venda;
  • Obteve receita bruta em atividade rural superior a R$ 142.798,50;
  • Teve a posse ou a propriedade, em 31 de dezembro de 2020, de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00;
Portanto, para evitar atropelos de última hora, providencie já os seus documentos relativos ao Imposto de Renda!

Principais documentos necessários:

  • Recibos de rendimentos (aposentadorias, aluguéis, recibos autônomos, retirada pró   labore, lucros distribuídos, salários, etc.)
  • Pagamentos do Plano de Saúde;
  • Pagamentos à médicos, dentistas, hospitais, etc.;
  • Pagamentos às escolas e a cursos de profissões regulamentadas;
  • Pagamentos de pensão alimentícia;
  • Relação das alterações ocorridas na declaração de bens (compra e/ ou venda);
  • Extratos bancários (conta corrente e/ou aplicações em 31/12/2020);
  • Darf´s pagos (mensalão e/ou carnê-leão);
  • Quaisquer outras informações relevantes.